Não posso ( 25º capítulo)

Ana

“ Vi-o ir para os balneários bonito como sempre , eu decidi ir ter com a Andreia aos camarotes onde estavam as mulheres e namoradas dos jogadores, sentei-me descontraidamente olhando para o vidro onde podia ver o meu pequeno querubim . Era incrível como aquele rapaz me fazia sentir eu estava apaixonada, era um sentimento puro, real e sincero e eu não queria nunca perde aquele mágico sentimento nem aquele que era o meu pequeno grande amor”.

O jogo decorria a toda a velocidade, ao minuto 37 o Benfica marca o seu primeiro golo contra o Sporting, havia sido Fábio Coentrão quem marcara, a sua mulher Andreia sorria de felicidade pois este havia dedicado o golo a ela . Ana mantinha os olhos postos no jogo ou melhor dizendo no seu pequeno anjo, ela estava um pouco chateada pois ela era do Sporting e a sua equipa estava em desvantagem mas tudo o que a fazia mais feliz era ele David.

Ao minuto 88 o Benfica ganha um canto, os jogadores juntam-se ao pé da baliza , é Carlos Martins quem chuta a bola, esta segue a sua trajectória e logo David se eleva por cima dos outros jogadores e cabeceia alcançando assim o segundo golo do Benfica. O estádio delira, David corre pelo campo com os braços abertos e logo se apressa a apontar com o seu dedo para os camarotes onde estava a sua amada depois de apontar para lá ainda juntou a sua mãos e fez um coração então os jogadores o rodearam. Lá em cima Ana sorria , o seu coração está aos pulos e sente ainda mais amor por aquele simples rapaz. O jogo terminou e chegou a hora dos jogadores darem as entrevistas, esta seria uma entrevista muito especial.

 

Entrevistador – Bem, eu continuo aqui à espera dos jogadores que venceram este jogo. Um deles já está aqui comigo. Boa noite David Luiz , qual é a sua opinião em relação a este jogo?

 

David – Acho que foi uma vitória justa, trabalhamos para chegar até aqui e a equipe se manteve focada neste objectivo que era ganhar esse jogo.

 

Entrevistador – Toda a gente reparou que quando marcou o golo apontou para os camarotes e fez um coração o que significou isso e para quem foi ?

 

David – Eu dediquei aquele golo à uma pessoa muito especial para mim e que amo muito, é a mulher que conquistou o meu coração.

  

Entrevistador – Obrigado David Luiz e felicidades.

  

David – Obrigado eu.

 

As entrevistas continuaram mas David dirigiu-se para os balneários onde todos festejavam.

  

Ruben – Eh mano, grande golo a tua miúda deve ter ficado super feliz com aquela dedicação.

  

David – É eu prometi para ela que dedicava o golo a ela.

  

Ruben – Fizeste muito bem tens cá uma sorte com a tua miúda pena é que nem toda a gente tenha essa sorte ( faz uma cara triste)

  

David – Hii manz cê tá tão em baixo que cara é essa? Cê tá assim por causa da Andreia não é manz ?

 

Ruben – É verdade mano eu queria estar com ela abraça-la, amá-la mas sei lá ainda não aconteceu.

 

David – Não aconteceu porque você não faz por isso também , olha manz fala com ela diz o que você sente para ela, abre o seu coração só assim o amor vem ao de cima.

  

Ruben – Obrigado mano vou fazer isso já esta noite.

  

David – Força manz é isso ai.

Os jogadores vestiram e saíram dos balneários encaminhando-se para os camarotes para junto das suas mulheres e namoradas. David e Ruben chegaram juntos aos camarotes , ambos olharam para aquelas que preenchiam os seus corações, estas estavam viradas de costas  para eles pois estavam a falar com as mulheres dos outros jogadores. David dirigiu-se a Ana rodeando a cintura desta com os seus braços dando-lhe um beijo terno no pescoço, Ruben seguiu-o e colocou-se ao lado de Andreia.

  

Ana – Aí assustaste-me ( fala virando-se de frente para ele) Então como está o melhor jogador do mundo?

  

David – Hi que é isso menina melhor jogador do mundo que nada, eu tou óptimo tou melhor que nunca ganhamos o jogo.

  

Ana – hahaha, muita piada menino David Luiz quer dizer ganhas à minha equipa e ainda por cima vens para aqui meter-me inveja.

  

David – Ah adoro ver você assim nervosinha minha lagartinha ( dá um pequeno beijo no nariz de Ana )

  

Ana – Tá bem, tá bem me engana que eu gosto ( ambos riem)

  

Andreia – Bem acho que estamos aqui a mais se calhar é melhor irmos indo.

  

Ana – Oh não estão nada a mais, então Ruben hoje estás muito calado.

  

Ruben – Pois hoje não estou com muita vontade de falar.

 

David – Mas devia manz porque assim o amor passa ao lado.

 

Ruben – Tá calado meu ( faz um ar zangado). Andreia podes vir fora comigo num instante?

 

David e Ana entreolham-se divertidamente e Andreia fica séria mas Ana olha para ela dando-lhe força.

 

Andreia – Claro vamos lá então.

 

Ela e Ruben encaminharam-se para fora dos camarotes para assim começarem sobre o futuro deles.

 

Ana – Quer-me parecer que aqueles dois vão dar um grande passo hoje.

 

David – Tá muito certo meu amor vai ser hoje mesmo que aqueles dois vão ficar tão bem quanto nós.

 

Ana – Amor, obrigada.

 

David – Porquê minha linda?

 

Ana – Adorei que tu me tivesses dedicado o golo.

 

David – Eu te disse meu amor que o golo que eu marcasse era só prá você. Eu te amo, sabe o que eu tava pensando?

 

Ana – Não, mas coisa boa não deve ser mas diz lá ( diz Ana com um ar desconfiado)

 

David – Tou pensando que há muito tempo que nós não tamos sozinhos.

 

Ana faz-se de desentendida

 

Ana – Sozinhos como assim?

 

David – A sós, você e eu ( ao falar isto David agarra a cintura de Ana e puxa-a contra o seu corpo falando bem ao seu ouvido) Tou louco prá ficar a só com você.

 

Ana – Aí seu bobo lindo, eu também tou cheia de saudades tuas . Então vais me levar para onde?

 

David – Bem eu tava pensando a minha casa .

 

Ana – Oh David estás –te a esquecer de um pormenor os teus pais estão lá , não posso propriamente aparecer lá assim e dizer Boa noite vim passar a noite aqui com o vosso filho.

 

David  ri-se provocando um pequena gargalhada.

 

David – É amor tenho que dar razão à você, mas então prá onde a gente vai deixa eu ver ( então põe-se a pensar). Já sei prá onde vamos , vamos para um hotel bem legal que eu conheço.

 

Ana – Oh não vais estar a gastar dinheiro só para passarmos uma noite num hotel.

 

David – Não reclama não amor, já tá decido vamos.

 

Ana e David dirigiram-se de carro até ao hotel D.Afonso na Costa da Caparica era um hotel de 4 estrelas super bem arranjado e sofisticado. David conseguiu arranjar um quarto para passarem uma noite mágica pelo menos pensava ele que seria. Ana e David sobem até ao quarto de elevador, ao chegarem lá vêm que o quarto era super luxuoso e tinha pétalas de rosas em cima da cama, era o cenário perfeito para a noite perfeita.

David – Vem cá, vem deixa eu te dar um beijo minha princesa ( dirige-se a Ana com um sorriso no rosto )

Ana – Está bem já estava a precisar dos teus beijos querubim ( David começa a chegar-se a Ana agarrando a sua cintura ele estava pronto a dar-lhe um beijo quando esta o trava)

Lembrei-me que depois do beijo vem o resto por isso é melhor eu ir vestir o pijama e fazer a minha higiene pessoal, não te importas meu amor?

David – Claro que não meu doce vai lá, eu te espero aqui.

Ana dirige-se à casa de banho e David veste o seu pijama no quarto deitando-se na cama e ligando a televisão, Ana começa a despir-se vestindo assim o seu pijama logo em seguida decidi fazer a sua higiene enquanto estava a fazer a sua higiene nem quer acreditar no que estava a ver. Ela sai do quarto sentando-se na beira da cama de casal que estava no meio do quarto. David vê o rosto triste de Ana  e aproxima-se dela questionando-a.

David – Eih Amor que carinha é essa?

Ana – David está a acontecer uma cena comigo.

David – Cê tá se sentindo bem? Tá doente meu amor?

Ana – Houve já não podemos ter a nossa noite mágica como pensávamos.

David Oh claro que podemos meu anjo tudo se resolve.

Ana – Não posso.( diz Ana quase em surdina)

David – Pode sim meu anjo.

Ana – Não posso não David, eu tou com o período.

 

David fica a olhar para ela com um olhar terno e meigo um olhar de quem amava de verdade.

 

elaborado por acordoamor às 22:58 | link do post | comentar