Novo mundo , nova vida ( 2 º capítulo )

Pouco depois de Ana acordar dos seus pensamentos a multidão já tinha desaparecido assim como as pessoas que seriam o alvo de tanta atenção. Tudo tinha desaparecido e voltou tudo à normalidade no Aeroporto, os primos de Ana não tardaram em aparecer e com eles vieram os pais. Ana tinha dois primos mais velhos que ela; o Afonso de 18 anos e que entrara agora para a universidade de Lisboa para o curso de Farmácia e tinha ainda o Guilherme que tinha 17 anos que estava no 12º ano e que pensava mais tarde exercer o curso de Cirurgião mais tarde. Ambos eram inteligentes mas muito diferentes.

Afonso o mais velho é o galã da família, de facto tinha motivos para isso pois era lindo de morrer todas as raparigas ficavam rendidas ao seu charme, ele já tinha namorado várias raparigas mas nenhuma dessas relações foi séria. Afonso era alto com 1.80m e era moreno de olhos verdes e cabelo castanho escuro é claro que apesar de ele ser belo nada chegava aos calcanhares de David Luiz o ídolo mais recente de Ana e por quem ela suspirava pelos quatro cantos da casa.

Guilherme o mais novo era o sossegado, simpático também tinha uma notória beldade pois como o irmão era moreno de olhos castanhos e cabelo castanho escuro, ele tinha 1.82m.

 Mas a beldade dele encontrava-se no seu interior, ele era uma pessoa bonita por fora e por dentro com um coração enorme e sempre disposto a ajudar, talvez por isso quisesse ser cirurgião para ajudar as pessoas.

Guilherme adorava a prima e tratava-a como uma irmã o mesmo acontecia com a Ana, quando um estava mal o outro amparava, apesar dos longos quilómetros que ainda os separavam. Guilherme tratava Ana como “ a minha pequenina “ devido à baixa estatura da Ana que só possuía 1.56m, tinha olhos verdes e o seus cabelos eram de um tom castanho escuro sendo o cabelo liso com algumas madeixas loiras pois Ana tinha pintado um pouco , era também muito branquinha. Os pais de Guilherme e Afonso eram pessoas muito bondosas e queridas por todos. Ana sabia que seria bem tratada apesar de saber que iria sentir falta dos seus pais, mas teria todo o amor vindo dos seus primos.

Ela também sabia que teria novas oportunidades a nível da música , sim porque a Ana adorava cantar e tudo o que tinha haver com música e era isso que ela queria fazer para o resto da sua vida . Infelizmente ela teve de parar esse sonho porque foi para Lisboa. Mas é claro que os seus sonhos não iriam acabar por aqui.!

 

Aeroporto 14:15 horas

 

 

Jorge ( pai de Guilherme e Afonso ) – Ah até que em fim nos vemos de novo e te teremos por perto algum tempo. Dá cá um abraço ao teu primo ( Jorge abraçou Ana com força e Ana sinto que talvez esta nova vida iria ter um novo sentido e que Jorge iria ser o seu segundo pai ).

 

Madalena ( mãe de Guilherme e Afonso ) – Oh queria estás tão linda e cresceste ( enquanto isto agarra Ana e dá-lhe um monte de beijos na cara ). Aì é tão bom ter-te aqui, vais adorar Lisboa , as pessoas, o movimento tudo e nós vamos ajudar-te na tua adaptação.

 

Ana – Madalena, Obrigada vou precisar imenso da vossa ajuda , não estou habituada a este ritmo de vida e a esta cidade.

Agradeço-vos imenso a vossa hospitalidade e não quero é dar trabalho pois vocês têm as vossas vidas, se estiver a incomodar avisem.

 

Madalena- Oh por amor deus, nada disso tu és da família querida, é um gosto ter-te aqui connosco.

 

Afonso- Então mãe vais deixar para mim um pedacinho da minha priminha. Olá priminha ( enquanto diz isto agarra Ana e abraça-a chegando a tirar Ana do chão ).

Fogo tu estás uma brasa, sim senhora que corpinho se não fosses minha prima talvez ainda saia contigo.

 

Ana- Tu não mudas, credo se eu saísse contigo no mesmo dia já não estava inteira e a no dia seguinte acabavas comigo. Ana dizia isto com um sorriso de provocação nos seus lábios carnudos e vermelhos.

 

Afonso – Também precisas de ser tão má, estava só a brincar. Agora a sério estás diferente, talvez seja a tua idade. Quero que te sintas bem aqui e no que eu puder ajudar avisa!

 

Ana – Obrigada primo .

 

Guilherme – A minha pequenina está de volta, é tão bom ter-te aqui nos meus braços, tenho sentido a tua falta. Tenho tanta coisa para te contar e tantas coisas para saber. Mas falamos disso mais tarde dá cá um beijinho.

 

Ana – Claro que dou maninho, e é claro que vamos ter tempo para falar de tudo quero que me ponhas a par das novidades. ( dizia isto com um sorriso maroto pois sabia que Guilherme se referia a assuntos relacionados com rapariga ou melhor dizendo com um rapariga)

 

 

 

Então ao fim de tantos abraços e beijinhos, a família pôs – se a caminho de casa.

Ana ficaria em Casa do Guilherme e Afonso pois estes já viviam sozinhos no centro de Lisboa mesmo em frente ao Estádio de Alvalade o estádio favorito de Ana porque esta era do Sporting.

A viagem foi calma  enquanto Ana observava a vista que era composta por árvores e prédios.

Chegados ao prédio Ana, Guilherme e Afonso subiram no elevador e dirigiram para aquela que viria a ser a casa da Ana.

Ana olhou em volta e o apartamento deles estava numa desarrumação horrível pelo que Ana logo se viu obrigada a ir ter que limpá-lo mais tarde, pois pela casa estavam espalhadas roupas masculinas, garrafas de cerveja e entre outras coisas menos próprias para Ana observar.

Guilherme mostrou a Ana qual era o seu quarto, deixando – a à vontade para descansar da grande viagem, Ana olhou em volta o seu quarto estava realmente bem arrumado provavelmente nunca tinha sido usado por ninguém.

O quarto era coberto por uma paredes brancas e uma vermelha, e uma cama de casal com uma colcha branca e algumas almofadas engraçadas por sinal.

Ana dirigiu-se à janela e observou que tinha mesmo à sua frente um outro prédio em que se podiam observar as janelas de outros quarto , bem arranjado por sinal.

Ana ficou encantada com o quarto que mal ela sabia a quem pertencia.

Ana sabia que a sua vida ia mudar mas só ainda não sabia porquê.!

 

 

 

Poderia este quarto e este outro prédio situado perto do estádio de Alvalade ser só uma coincidência do destina ou algo que já estava prestes a acontecer numa história emocionante?

elaborado por acordoamor às 23:03 | link do post | comentar