Anda eu ensino-te ( 13º capítulo ) Parte I

Se por momentos pensei que ia morrer, em dois dias pensei que estava a sonhar”

 

Ana continuou durante parte do mês de Novembro em casa de Andreia, os dias passavam devagar, as horas eram escassas e a vida passava demasiado depressa perante os olhos dela. Ana vivia agora por conta dela devido ao pé partido teve de ficar de baixa então durante mês não viu David, ela tentava esquecer-se daquela cara de anjo mas não conseguia na memória dela ficara o acidente que tivera e do qual ele foi o seu herói.

Marina continuava insuportável mas Ana não tinha cabeça para lhe responder perdera a vontade pois sentia falta do seu emprego e da música e por um lado dos seus primos.

Um mês se passou e o pé de Ana melhorou agora ela estava apta para voltar ao trabalho e voltar a lutar com todas as suas forças para realizar o seu sonho cantar e desta vez nada iria impedir de ela seguir em frente e ser feliz.

 

17 de Dezembro

 

Ana – Andreia, despacha-te não quero chegar atrasada logo no primeiro dia vá lá.

 

Andreia – Ai hoje estás impossível ainda tens tempo, tem calma por favor senão não fazes nada de jeito.

 

Ana – Eu sei mas estava a sentir falta do meu trabalho afinal é ele que ajuda a realizar o meu sonho.

 

Andreia – ok , vamos lá senão ainda tens um ataque.

 

Andreia e Ana saíram de casa disparadas, Ana não conseguia controlar os nervos que sentia em voltar ao trabalho mas também em parte porque sabia que podia encontrar David.

Chegaram ao Estádio e entraram, as amigas despediram-se uma da outra, Andreia iria estar no Colombo à espera de Ana.

Por mais estranho que pareça quando Andreia ia a sair do estádio Ruben e David acabavam de chegar.

Ruben vê Andreia e logo corre a seu encontro, aquela amizade estava a crescer e não era pouco.

 

Ruben – Tu por aqui, não me digas que vieste me ver ?

 

Andreia – Convencido o menino, por acaso não vim aqui por tua causa, vim trazer uma pessoa.

 

David estava distraído olha para todo o lado, e Ruben não estava a gostar da conversa, pois achava que estava a ser deixado para trás.

 

David – Andreia, se me desculpa mas eu vou indo hoje tou meio indisposto, a gente se fala noutro dia.

 

David começa a caminhar e nem deixa Ruben dizer uma palavra mas logo é travado quando Andreia profere o nome da pessoa que veio trazer, dando assim nova alegria à vida de David.

 

Andreia – Bem eu se fosse a ti David esperava um pouco para saber quem eu vim trazer.

A pessoa que veio comigo é a Ana é já voltou ao trabalho hoje vim acompanha-la.

 

David  - Cê tá me dizendo que a Ana tá de volta aqui ao Estádio e que hoje ela está cá?

 

Andreia – Sim rapaz tou, ela já recuperou do pé e voltou hoje ao trabalho por isso já se vão encontrar de certeza.

 

David – Ah que noticia maravilhosa, quer dizer é bom saber que ela está bem ( tenta fingir David mas no fundo ele estava radiante ao saber que poderia ver Ana)

 

Andreia – Ah, Ah, pois sim claro é muito bom. Bem eu vou indo Vou ficar à espera dela no Colombo para passar o tempo.

 

Ruben – Oh queria passar mais algum tempo contigo, já não falamos há algum tempo fiquei com saudades do nosso pezinho de dança.

 

Andreia – Também eu fiquei mas olha fazemos assim e dou-te o número e quando quiseres falar comigo e marcar alguma coisa avisas. Pode ser?

 

Ruben – Perfeito, fica combinado desde que não dês o meu número a ninguém.

 

Andreia – Não dou tá descansado. Toma o meu.

 

Ruben e Andreia trocam os números e David aguarda pelo o amigo, ele sentia-se um pouco impaciente visto que queria tentar ver Ana e já não conseguia disfarçar nem um pouco. Ruben e Andreia despedem-se e logo de seguida os dois amigos dirigem-se para o treino.

 

 

 

elaborado por acordoamor às 20:57 | link do post | comentar