O primeiro encontro ( 5 º capítulo )

Ana adormeceu no seu quarto e o sonho que teve foi o sonho mais lindo que alguma vez tivera em meses. Sonhou que enquanto trabalhava no Estádio da Luz encontrava por acaso David Luiz e que ambos tínhamos uma grande química que levaria consequentemente ao romance.

O sol entrou no quarto de Ana por entre as suas cortinas e obrigou Ana a acordar do sonho perfeito que estava a ter, quando Ana se apercebeu que tudo não tinha passado de um sonho ficou triste e desejou que este fosse real tanto quanto tinha sido. A verdade é que talvez horas mais tarde esse sonho acabaria por acontecer.

 

Ana – Bom dia primos .

 

Guilherme – Bom dia pequenina , Como passaste a noite?

 

Ana – Bem obrigada mas estava melhor se continuasse a sonhar.

 

Afonso – Uau sonhos calientes logo de manhã priminha?

 

Ana – Cala-te parvinho, não é nada disso são outros sonhos que com certeza não vou partilhar agora com vocês porque senão chego atrasada. Vá vou andando para a escola vemo-nos logo à noite.

 

Guilherme – Ana espera ai, olha logo faz por vir cedo para casa porque vamos a uma festa de um amigo meu. Eu disse-lhe que nós iremos te levar pois não te queríamos deixar sozinha aqui em casa. Por isso vais connosco vais te divertir imenso.

 

 

Ana – Não havia problema em não ir com vocês, assim vou sentir-me deslocada.

 

Guilherme – Então fazemos assim traz companhia contigo, uma amiga que tenhas feito sei lá assim não te sentes tão deslocada. Mas vais ter de ir.

 

Ana – Ok, eu vou não se fala mais nisso. Vá até logo.

 

Dizendo isto Ana dá um beijo aos dois primos e sai em direcção à escola toda apressada sem nunca olhar para trás.

 

Escola 8:30 horas

 

Andreia – Olá bom dia, então preparada para o grande dia?

 

Ana – Olá , mas preparada para quê?

 

Ana com o sonho esqueceu-se completamente que aquele seria o seu primeiro dia de trabalho no Estádio da Luz , quando se lembrou os nervos vieram ao de cima.

 

Ana – Oh meu deus, hoje vou trabalhar No Estádio da Luz, ai que nervos tenho de mostrar que sou boa.

 

Andreia – Eih, calma estás a ficar muito nervosa, assim é que não consegues mesmo

nada. Respira fundo , inspira . Vai correr tudo bem.

 

Ana – Pois vai eu sei que sim, eu sou boa.

 

Entretanto Marina que escutara a conversa pôs se ao ataque mais uma vez

 

Marina – Olha quem diria que a nova aluna da turma iria chegar a um cargo tão alto como ser empregada das limpezas no Estádio da Luz . Realmente condiz com o baixo estatuto social dela assim vai andar a limpar os sapatos dos jogadores para conseguir falar com eles.

 

Ana – Olha boneca de plástico eu posso ser de um estatuto mais baixo do que o tenho mas de certeza que tenho mais princípios que tu, e mais digna daquilo que tenho. Porque ao contrário de ti sou eu quem consegue as coisas sozinha e não preciso do papá ou da mamã para isso, posso nunca falar com os jogadores do clube mas tu com essa maneira de menina rica e de quer ser melhor que os outros nunca vais ter ninguém que realmente goste de ti e vais acabar tal como começaste sozinha, ou melhor dizendo com os teus produtos de beleza.

 

Marina olhava Ana furiosa e saiu de ao pé dela o mais rápido possível.

Andreia olhou para Ana com um sorriso estampado no rosto, um sorriso de vitória, ambas se dirigiram para a respectiva sala. A manhã passou devagar para Ana pois ela queria começar logo a trabalhar no Estádio claro que no fundo ela esperava encontrar David Luiz lá era afinal o que ela mais queria naquele momento mas era algo que para ela era impossível. Ana deixou-se levar pelos seus sonhos o resto da manhã e esqueceu o resto das aulas que por sinal passaram um pouco mais rápido que no inicio.

Andreia e Ana saíram da sala de aulas todas apressadas meteram-se nos autocarros e no metro e lá foram elas para Benfica todas felizes da vida.

Chegando lá Ana dirigiu-se para vestir as roupas de trabalho e enquanto isso Andreia andava às voltas no Colombo.

 

Sr. José – Bom dia, então é a menina que nos vai ajudar a cuidar deste estádio?

 

Ana – Bom dia , sim sou eu mesma e espero puder fazer tudo pelo melhor.

 

Sr. José – Muito bem parece-me uma pessoa trabalhadora e simpática, é isso que se pretende. Tenha um bom dia de trabalho.

 

Ana começou logo a trabalhar e começou logo por limpar as casas de banho do Estádio enquanto limpava ia cantando para passar o tempo. Desta vez estava a cantar “ Let somebody Love you “ música da Leona Lewis.

Depois das casas de banho chegou a hora de limpar a parte mais difícil os corredores pois teria de esfregar o chão com as mãos e tinha de se apressar visto que todos os jogadores passariam por lá quando o treino terminasse. Ana lá esfregava, estava super cansada mas não parava , estava toda despenteada e exausta mas por os sonhos faz-se tudo.

 

Entretanto no balneário

 

Ruben – Fogo, hoje estou mesmo partido acho que já nem consigo dar um passo em frente senão caio estou tudo rebentado.

 

Luisão – Eh rapaz, o problema é você vai ter de dar um passo em frente porque logo à noite temos um jantar , você sabe aquele jantar que se faz sempre em Setembro para os jogadores , o Presidente e o Treinador da equipa.

 

David – Eish , pois é, já nem lembrava disso esqueci de tirar o terno para logo à noite do meu carro. È que assim já deixava aqui. Manz vou buscar o meu terno e já volto.

 

Ruben – Tá bem mano, olha já agora compra-me uma garrafa de água porque estou cheio de sede.

 

David – Manz você se aproveita sempre mas tá bom. Até já gente.

 

David saiu com o equipamento do Benfica ainda vestido e dirigiu-se ao seu carro de onde tirou o fato que tinha para essa noite, ele atravessou alguns corredores sem parar.

Ana trabalhava num desse corredores espalhando água no chão e esfregando arduamente para tudo ficar a brilhar.

Mas o destino decidiu pregar uma partida a Ana e então Ana como costumava fazer atira água para o ar para esta se espalhar no chão mas fez isto sem olhar se querer visto que cantarolava toda contente.

 

David – Au , eu já sei que tenho mesmo de tomar um banho mas está à espera de chegar ao balneário , até porque essa água ai tá gelada. David sorri.

Ana fica em estado de choque quando ouve a sua voz, então ganha coragem e vira-se para o encarar de frente e pedir-lhe desculpa pelo sucedido.

 

Ana – Desculpa , a sério ( corou ela um pouco ) não me apercebi que estavas ai , peço imenso desculpa ( dito isto Ana apressa-se a pegar numa toalha que tinha à mão e começa a tentar secar a camisola de David sem pensar que aquilo não ia resultar )

 

David – Eih , tem calma, é só água , não é preciso se desculpar não eu nem devia ter vindo por aqui mesmo mas o Manz queria água ai passei pelo sitio errado à hora errada . Não preciso ficar assim sem jeito está tudo bem.

 

Ana Corou mais um pouco e afastou-se dele ficando fascinada com o sorriso que ele possuía, era mesmo fofinho ele.

 

Ana – Ah tudo bem , mas desculpa mais uma vez não foi com intenção.

 

David – Tudo bem, não faz mal não. Vou indo te vejo por ai ( pisca-lhe o olho deixando Ana ainda mais K.O do que já estava )

 

Ana fica toda derretida e também ela devido à água cai redonda no chão.

 

Balneário

 

Ruben – Mano demoraste estava a ver que te tinha raptado ou coisa assim do género

 

David – Não fui raptado não , levei um banho no caminha só isso.

 

Ruben – Banho ?? Que tas a falar mano conta ai, não tou a perceber nada.

 

David não responde e dirige aos chuveiros para tomar o seu banho e se preparar para o jantar que iria ter pois seria importante para ele . David sorria e recordava aquela jovem, simples e com uma cara de anjo.

 

 

Ana por sua vez também recordava a cara de David até chegar a casa, nada disse todo o caminho e nada ouvia o que a Andreia dizia .

Quando chegou a Ana estava como que em transe só que alguém teve de a acordar dos seus sonhos e fazer voltar à realidade.

 

Afonso – Prima arranja-te ou vamos chegar atrasados à festa. Rápido.

 

Ana – Ah pois sim claro já estou a ir.

 

Ana arranjou-se e vestiu umas calças de ganga com um top vermelho bem justo, calçou um sapatos de salto alto pretos e fez um rabo de cabelo.

 

Afonso – Uau que gata, assim até me sinto bem em sair contigo, estás muito giro tenho de ter cuidado com os meus amigos senão ficam com os olhos em bico.

 

Guilherme – Sim estás simplesmente divina. Mas agora mas embora.

 

Ana, Afonso e Guilherme apressam-se a entrarem no carro e lá vão eles para a grande festa.

Chegam então a Benfica e Ana passa pelo o Estádio da Luz e lembra-se daquele primeiro encontro que teve e que foi mágico só sorri até que Afonso pára o carro no Parque de estacionamento do Estádio.

 

Ana – Mas o que estamos aqui a fazer ? Não íamos a uma festa ?

 

Guilherme – E vamos só que a festa é aqui , é um jantar de aniversário de uma amiga minha que vai festejar aqui no Estádio da Luz.

 

Ana ficou sem palavras e quando saíram do carro nem se atreveu a dizer mais alguma palavra devido ao transe. Dirigiram então para o restaurante onde se encontra um grande grupo de pessoas maioritariamente composto por homens. Guilherme e Afonso entram no restaurante e Ana segue atrás pondo o seu pé direito na porta Ana olha em frente E .........! Será Sonho ou Realidade ?

 

 

 

elaborado por acordoamor às 22:31 | link do post | comentar